Violência x Egocentrismo

27 nov

Todo dia quando ligamos a TV ou acessamos a Internet nos deparamos com um show de horror contínuo. Filhos matando pais, pais que abusam e escravizam filhos ou até crianças que mal sabem escrever ou falar já praticando diversos crimes. Acredito que a primeira pergunta que nos passa a cabeça é : “Qual é a solução para este problema?”. E as repostas são as mais diversas possíveis.

Muitos afirmam que a educação é a chave para a erradicação deste “monstro” que a cada dia torna-se maior. De maneira alguma desejo contestá-los. Entretanto, creio que “o buraco seja mais embaixo”, como diria minha avó.

Apenas uma boa dose de educação  não é o suficiente para aplacar uma personalidade violenta. Não acredito que Adolf Hitler ou Benito Mussoline fossem vítimas da falta de conhecimento (curiosamente ambos eram artistas frustrados, Hitler com seus quadros e Mussolini com seu romance ” A amante do cardeal”). Todavia, ambos carregavam em si uma característica que tem destruído a vida de milhares: o egocentrismo.

A palavra egocentrismo deriva da junção das duas palavras gregas  egó (EU) + kéntronc (CENTRO) = “Eu no centro”. É apenas uma característica, que creio ser comum a todos os humanos viventes. No entanto um egocêntrico descontrolado, não tem limites.

O egocêntrico descontrolado não é capaz de fazer algo que contrarie sua vontade ou opinião por uma causa maior ou pelo bem comum. Ele busca apenas a satisfação própria, ainda que o preço a pagar por isso seja a dor ou o sofrimento de outros. Tal qualidade combinada à uma personalidade violenta, cria um ” combo explosivo”.

Hitler e Mussolini levaram seus liderados à guerra irracional, dizimando milhares de inocentes. Do mesmo modo hoje, a cada vez que ligamos a TV, assistimos a todos estes atos de vandalismo e crueldade sendo praticados por aqueles que não se importam nem um pouco com o dano que estão causando à sociedade e a si mesmos.

O que nós podemos fazer?

Combater com as armas que já nos foram dadas como fizemos até hoje, “enjaulando” os criminosos esperando que o confinamento possa transformar o egocentrismo e a violência em pacifismo e auto-controle ou promovendo pequenas guerras em nome da paz . Porém creio que seja muito eficaz transmitir o amor ao próximo, a solidariedade e o respeito ao semelhante a todos quanto pudermos. Não podemos deixar de semear a esperança no meio do caos. A geração futura ainda é a maior chance que temos de construir um mundo melhor.

Se quisermos resultados diferentes precisamos tomar atitudes diferentes. Insano é esperar resultados diferentes, seguindo sempre o mesmo procedimento.

Reflitamos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: